To see a World in a Grain of Seed And a Heaven in a Wild Flower, Hold Infinity in the palm of your hand And Eternity in an hour. - William Blake
Double-click to start typing

Reiko Shimizu

Reiko Shimizu

zone/ performance 2010

A terra, o pó, o pote.


A ideia que inspira a principal instalação e todas as performances é a noção de que tudo pertence ao mesmo espaço. Dentro e fora, lá e aqui, corpo e espírito são fronteiras mentais que elaboramos baseados na paisagem que nos circunda, nos objetos que fabricamos e na nossa própria cultura. Os limites são ilusórios quando compreendemos que tudo está no mesmo espaço que unifica todas as diferenças. É nele que se constrói a multiplicidade.


O múltiplo, as diferenças e o uno são parte do todo. Tudo está em movimento.

Em conversação.


As linhas do tempo, com seus pontos

anacrônicos, suas espirais cíclicas nos

permitem perceber a presença dos

corpos no espaço.


Ciclo é a repetição que transforma.